domingo, 2 de junho de 2013

Raça para TRPG — Viera



      Oi, eu sou Goku. Bom, na verdade não, mas sempre quis dizer isso. Então vamos começar de novo: Oi, eu sou Christiano, o mais novo colaborador do blog. Como minha primeira contribuição pensei em adaptar minha raça preferida, da minha série de jogos também preferida e que marcou minha juventude, para o sistema Tormenta RPG, o qual gosto muito. São as Viera, de Final Fantasy, uma raça do mundo de Ivalice. Presentes em vários jogos da série, elas são ágeis, versáteis e carismáticas, com características únicas que eu acredito podem ser não só muito fortes, mas também muito divertidas. Pronto para conhecê-las?


Vieras


      Formada por mulheres sensuais com orelhas, garras e pés de coelho; esta é uma raça ágil e de aparência exótica. Conhecidas como as Caçadoras da Floresta por sua visão, audição e faro aguçados, suas orelhas são capazes de ouvir até mesmo os espíritos do outro mundo, além daquilo que chamam de "A Voz da Floresta". Reclusas em suas vilas em meio às grandes matas, dedicadas a manter-se isoladas do resto do mundo, dividem-se predominantemente em dois grupos: as Guardiãs da Floresta e as Curandeiras. As poucas que se aventuram para além destas fronteiras são renegadas por seu povo, jamais podendo regressar ao seu lar e perdendo o vínculo com a floresta.


Vieras são as melhores
Ranger rastreadoras
     Personalidade. A personalidade das Viera contrasta fortemente com sua aparência sensual, sendo quase sempre muito sérias. Suas expressões são vazias e distantes, e seu modo de falar é calmo e ponderado. Sua voz é suave e revela um sotaque característico que lhes dá um ar nobre e polido. Seu jeito de caminhar é vagaroso e pausado, acentuado por suas longas pernas. Por tudo isso, as Viera costumam parecer muito sábias, o que em parte é verdade devido a sua longevidade três vezes maior que a de um Humano.

      Vieras são muito apegadas a seus costumes e tradições, vivendo isoladas do mundo para protegê-los. Quando há visitantes em suas vilas, costumam observá-los sem demonstrar qualquer emoção, tratando-os com desinteresse. Quando abordadas, calmamente dizem que o sujeito deveria partir e que não é bem vindo, de forma fria e impessoal. No entanto, Vieras que vivem entre os humanos romperam com estes costumes e tendem a ser mais sociáveis, embora sejam ainda seletivas quanto a suas companhias. Também são curiosas e desejam conhecer e entender o mundo exterior e seus costumes.


Vieras também dão ótimas
Feiticeiras
      Aparência. As Viera possuem características de coelhos, sendo as mais notáveis suas extremamente chamativas orelhas, mas há também outros traços bastante evidentes. Seus pés de formato pontudo e com garras alongadas, que tornam o uso de saltos altos a melhor forma para manter o equilíbrio, também se destacam. Vieras costumam ser bastante altas e esguias, ao menos para os padrões humanos, o que só é ainda mais ressaltado com o uso de saltos. Suas feições são delicadas e cabelos sempre invariavelmente prateados, mas Vieras que decidem viver entre os humanos costumam tingi-los. Possuem dois tons de pele predominantes, uma bastante clara e outra bem morena. Sua aparência exótica e grande beleza física superam mesmo as das raças mais belas, como a dos Elfos.

       Seu vestuário valoriza seus traços femininos e sua beleza, sendo composto por trajes leves, pequenos e delicados. Transparências são muito comuns e os tons predominantes são o branco entre a Curandeiras e o preto entre as Guardiãs da Floresta, que usam também elmos que lhes ocultam a face. Costumam trazer ainda um detalhe especial: um enfeite simulando uma cauda de coelho pontuda atrás. Contudo, Vieras que vivem entre os humanos preferem tecidos mais coloridos. Outra curiosidade é que Vieras crescem física e mentalmente na mesma velocidade que um ser humano, mas depois disto mantém sua aparência até a idade mais avançada.


Vieras Samaritanas estão entre
as melhores
      Relações. Para as Viera, o isolamento é uma forma de vida. Elas tem evitado todo e qualquer contato cultural ou político com Humanos e outras raças por centenas de anos. Sendo assim, a linha temporal de sua história singular é marcada pela ausência de acontecimentos, de uma forma quase monástica. As Viera jamais migraram para além dos limites das florestas que habitam em todo o seu tempo de existência.

       O porquê disto? As Viera veem a si mesmas como uma parte inseparável "da Floresta", quase como se fossem um componente biológico de um ser maior, e consideram as interações com o mundo externo como sendo contra a vontade da Floresta. As poucas Viera que deixam a Floresta onde nascem se tornam objeto de desprezo entre seu povo. No entanto, distúrbios recentes na história, os quais causaram a invasão ou destruição das florestas ou vilas onde habitam, tem lhes feito questionar suas tradições e seu isolamento.

      Tendência. Por sua personalidade calma e distante, Vieras tendem a ser Neutras. E por sua cultura tradicionalista, tendem a ser Leais. Vieras Curandeiras, no entanto, normalmente são Boas, e Vieras que abandonaram sua floresta normalmente são Caóticas. Por sua atitude ponderada, é muito raro encontrar uma Viera Má, mas há pelo menos um caso de um Viera vilã de grande poder.


       Terras das Viera. As Viera não tem reinos próprios, mas vivem sempre em florestas proeminentes. Suas vilas podem ser encontradas na floresta de Grenaria, em meio ao Reinado, onde enfrentam com problemas com humanos exploradores e com as fadas ao norte. A floresta de Greenleaf, ao norte da fronteira de Tapista,  também abriga muitas de suas vilas, onde tentam manter-se ocultas dos minotauros escravizadores. Em Lamnor há Vieras vivendo nas florestas da Claricea Vermelha e de Myrvallar, ocultas da Aliança Negra pelas magias ilusórias de suas grandes feiticeiras. Há também rumores de uma vila em Petrynia, mas como todas as histórias do reino, até os deuses duvidam. Mas onde quer que estejam, o certo é que elas nunca estão interessadas em serem encontradas  e maioria das pessoas só conhece as poucas que abandonam suas vilas para se aventurar por Arton.

      Religião. Vieras não tem tradição religiosa e não cultuam deuses. Porém, sua forte ligação com a natureza é um elo direto com Allihanna, mesmo elas não tendo consciência disto. Isoladas do mundo e alheias aos deuses, as Viera vivem bem com a Floresta e isto lhes basta. Todavia, entre as que abandonaram a Floresta há aquelas que se interessam pelo assunto. A própria Allihanna é uma das preferidas, bem como Lena e Marah; porém é Valkaria quem mais lhes cativa, pois Vieras aventureiras tem grande ambição em viajar pelo mundo e desvendá-lo. Vieras conjuradoras tendem ainda a se aproximar de Wynna. Deuses Neutros como Tenebra e Oceano podem despertar simpatia, mas raramente devoção.


Vieras Nobres ou Swashbuckler
também são legais

      Nomes. Nomes de Vieras usam a consoante "j" para representar o fonema "i", uma característica de idiomas antigos que empresta um certo charme a esta raça já bastante charmosa. Isto significa que quando você vir um "j", deve pronunciá-los como um "i" normal. Por isso, nomes como Jote e Relj são pronunciados Iote e Reli. Outros nomes são: Rena, Krjn, Ieecha, Fran, Mjern, Nare, Ktjn, Shara, Mydia, Ratna, Hala, Erja, Jorum, Ayja e Rael.

      Aventuras. As poucas Viera que abandonam a Floresta o fazem para conhecer o mundo exterior, o qual é até então um grande mistério para elas. O máximo que sabem de Arton é o que lhes é dito pelos raros viajantes que encontram suas vilas. Por isso, quando finalmente decidem ganhar o mundo, muitas se tornam andarilhas e viajantes ávidas, raramente ficando muito tempo em um só lugar. Na vida de aventureiras, encontram uma forma de satisfazer esse enorme desejo por conhecer o mundo, e uma vez que iniciem esta jornada, dificilmente voltam atrás. Tendem a se juntar a grupos, mas podem ser bastante seletivas quanto a quem confiar devido ao receio natural e a sua capacidade apurada de julgar o caráter alheio. Mas Vieras costumam ser boas em determinar o caráter de uma pessoa e uma vez que alguém lhes demonstre ser confiável, serão excelentes companheiras.



     Traços Raciais
    Lanceiras farejam dragões.
  • Aptidão. Escolha uma aptidão natural entre guardiã da floresta e curandeira. Ela determinará outras habilidades suas.
  • +4 Carisma, +2 Destreza (guardiã da floresta) ou +2 Sabedoria (curandeira), -2 Constituição. Vieras são belas e focadas, mas mais frágeis que humanos.
  • +4 Percepção, + 4 Sobrevivência (guardiã da floresta) ou +4 Intuição (curandeira). Vieras são muito focadas e tem sentidos apurados.
  • Vieras sabem usar todos os arcos e floretes e recebem Foco em Arma para uma destas armas (à escolha do jogador) como talento adicional. Arcos e florestes são utensílios básicos para Vieras. 
  • Faro. Vieras recebem +4 em testes de Sobrevivência para rastrear usando o faro, e também detectam automaticamente a presença de criaturas a até 9m. Vieras tem narizes primorosos.
  • Nariz Sensível. Vieras recebem -4 em todas as rolagens se estiverem na presença de odores excepcionalmente ruins como como os de esgotos fétidos, cadáveres em decomposição avançada ou secreções mal cheirosas como as de Trogs e Bombas Fétidas. Seus narizes são excelentes, mas isto tem um preço.
  • Sensibilidade à Magia. Vieras recebem Faro para Magia como um talento adicional. No entanto, se farejar uma aura avassaladora, a Viera deve fazer um teste de Vontade (CD 15). Em caso de falha, entra em estado de Fúria como um Bárbaro e fica imune a este efeito pelo resto do dia. Uma mesma aura só faz a Viera fazer este teste uma única vez na vida.
  • Sentido Espiritual. Se sua aptidão for curandeira, 1 vez por dia e como uma ação de rodada completa, uma Viera que saiba conjurar magias divinas pode invocar uma criatura de outros planos. Esta habilidade funciona como a magia Aliado Extra-Planar Menor. Se sua aptidão for guardiã da floresta, 1 vez por dia e como uma ação de rodada completa, uma Viera que esteja em uma floresta pode entrar em contato com esta floresta. Esta habilidade funciona como a magia Comunhão Com a Natureza. Vieras possuem um sentido extra que lhes permite ouvir e se comunicar com o mundo dos espíritos.
  •  
Perguntas Mais Frequentes
.

1- Quais as grandes vantagens de jogar com uma Viera?

R: R: Eu diria que o principal é o bônus de +4 de Percepção. Com ele, é possível fazer grandes Ladinas focadas em encontrar armadilhas, e excelentes Rangers rastreadoras. Estas últimas contam ainda com a habilidade de Faro um adicional de outros +4 de Percepção para rastrear com o Faro, num total de +8(!) ou +9 se você contar o bônus em Sabedoria que elas podem escolher. Mas as ladinas também tem grandes vantagens no bônus de +4 de Carisma, que as torna excelentes para personagens focados em interação social. E Sensibilidade à Magia também lhes é muito útil quando estão procurando por armadilhas mágicas. Rangers podem ainda ser tanto as com magia quanto sem, pois as duas opções de Sentido Espiritual são boas para esta classe.

     O carisma elevado, aliado ao bônus de Destreza ou Sabedoria as coloca no jogo quando o assunto e raças para Feiticeiros, Bardos, Swashbucklers, Samaritanos e Nobres, além de outras possibilidades mais exóticas. E a habilidade Sentido Espiritual com aptidão para curandeira é uma ótima opção para personagens que possuam o talento Devoto ou a habilidade Magias para magias divinas. Invocar Aliado Extra-Planar é uma magia bastante útil, embora como você vá pagar pelo auxílio da criatura nos primeiros níveis possa ser um problema. Mas "Tudo que é bom sai caro, pra caralho!", então se vira nos 30 meu! Lanceiras focadas em Dom do Dragão – Sugestão – são uma boa pedida também, se você usar as regras para Atletismo com Destreza presentes no Manual das Raças.

2 - E quais as grandes desvantagens?

R: Uma delas é a penalidade de Constituição, que é chato pacas para quem quer ir à frente de batalha. Somente Swashbucklers e Nobres, devido à habilidade Auto-Confiança, tem bons recursos para aguentar o tranco. Outra é a habilidade Nariz Sensível, que ao contrário de coisas como o Medo de Altura dos Minotauros, não é algo que você tenha escolha de evitar. Isso porque o fedor, ao contrário de prédios e montanhas, pode vir até você na forma de um Trog lazarento ou uma Bomba de Fedor. Precaver-se contra isto da melhor forma que puder pode é algo vital para Vieras. Há um talento racial aqui que ajuda neste sentido.

      Outra coisa que pode incomodar, especialmente em níveis médios, é a Sensibilidade à Magia. Para muitas classes entrar em Fúria pode até ser bom, mas para classes que usam magias não. Quando você está em Fúria, não pode fazer absolutamente nenhuma ação que dependa de concentração, e conjurar magias é uma delas. Ou seja, Feiticeira ou Barda entrou em Fúria = isto! Em níveis baixos a chance de você entrar em contato com uma aura poderosa é baixa, afinal Artefatos e deuses não se encontra por aí toda hora. Já em níveis altos você deverá passar no teste facilmente. Mas nem níveis médios, sempre há o risco, então se cuide. =)



Bardas, mais uma boa opção.
Assassinas! A tradição da raça
com Talentos Raciais























3 - As Viera de Ivalice não perdiam a Voz da Floresta quando abandonavam suas vilas não?

R: Perdiam. Esta foi uma das inúmeras mudanças/melhorias que eu fiz depois de 6 meses de testes jogando e mestrando com elas, além de ouvindo às críticas e ideias de outras pessoas que jogaram ou se interessaram por elas. Embora a versão anterior fosse bastante afinada com os conceitos das Vieras originais de Ivalice, elas não ficaram boas para se usar no sistema D20. Voz da Floresta, em especial, era talvez a habilidade mais legal da raça,  mas só era usada por NPC's. E que graça tem uma habilidade que você não pode usar, não é? Por isso, as Viera de Arton são neste sentido realmente diferentes das de Ivalice, mas ganhando com isso mais versatilidade e personalidade própria. =)



Com orelhão ou sem, a corrupção da Tormenta não poupa ninguém.

Finalizando

     E então, o que acharam das nossas amigas Vieras? Diferentes, não? Para dúvidas ou críticas, deixem-nas em seus comentários, por favor. Ficarei feliz em lê-los e respondê-los. E continuem acompanhado o blog porque um adivinho me garantiu que vem muita coisa boa por aí.


    Bem, por hoje é só, pimpolhada. Bom jogo e espero que se divirtam usando nossas novas amigas. Até a próxima!






22 comentários:

  1. Comentando porque vi fotos do final fantasy ;)

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, excelente.
    Espero que continue a postar por aqui.

    Do seu amigo/leitor

    Mateus Gaúcho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.

      Tentei representar as características da raça o mais fielmente possível, ao contrário de outras adaptações que vi que primam pela adequação ao cenário alvo ou pela utilidade. Há grandes prós e grandes contras, e habilidades altamente situacionais. Mas elas assim são por que assim a raça é, originalmente e meu objetivo era que quem jogasse com elas reconhecesse o personagem.

      =)

      Excluir
  3. Lerei quando tiver com a cabeça mais fria, mas já gostei de focar só nas mulheres da raça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A existência de machos na espécie não foi confirmada como canon, embora tenha aparecido "um" em um jogo, como NPC em uma side-quest. Eu parti do pre-suposto que não seja. =)

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Muito bom.
      O Fato de ser uma raça só de mulheres faz ela ser o contra-ponto dos Minotauros do TRPG, seriam elas o par perfeito para eles.... xD

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Muito bom!!!

    Da ate vontade de criar 1 personagem pra essa raça!

    Abraço do Sr Batata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conversa com seu mestre sobre a possibilidade. Algo me diz que ele irá permitir sem problemas. =)

      Excluir
  5. Oi Christiano! Tudo bom?
    Bom, cara. EU sou o Vrikolaka lá do forum da jambô! :D
    Então. Como jogador do FFRPG (que tem as Vieras como pjs, diga-se de passagem), eu achei um pouquinho confusa a raça. Mas vamos dissertar:

    Eu acho, que a raça, pelo próprio bg, de sintonia com a natureza, poderia ganhar um bônus de Sabedoria. O Bônus em Destreza e a penalidade de constituição, foram justas.
    Sentido Espiritual eu não consegui entender a habilidade de raça.
    A Fúria Descontrolada, faz com que a raça seja bastante indicada para personagens combatentes. Mas, bem, ela pode ser quase uma bomba relógio, principalmente porque Arton é um mundo mágico. Isso pode ser bastante irritante e chato.
    Adorei a Voz da Natureza! Embora, eu teria substituido ela pelo Sentido Espiritual, e colocaria uma bonificação de "Só poder conjurar isso se passar um mês morando naquela floresta", para não perder a habilidade da raça, pois essa habilidade seria específica de NPCs, e é uma habilidade interessante para ser utilizada por um personagem.

    Mas em suma, achei uma boa iniciativa! Gosto pra caramba das raças do Final Fantasy (sou louco pra fazer um Bangaa Monge! LOL)!

    Cheers!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recentemente eu fiz umas alterações na raça, pra deixá-la mais simples de jogar, em especial porque eu notei que alguns jogadores não conseguiam visualizar certas coisas. Em especial o fato de que a Fúria Descontrolada era uma habilidade RUIM e que você poderia facilmente jogar mil sessões e não ativá-la. O único lugar que eu achei em Arton que a ativaria seria a sala onde o Arsenal guardava suas zilhões de armas mágicas. =D Deve haver outros lugares do estilo, mas eu mesmo não achei nenhum.

      Excluir
  6. Cara, gostei muitooo da adaptação da raça! Mas me tira uma duvida... Fiquei sem saber se: como (aparentemente) só tem membros femininas na raça, e elas não costumam sair das florestas, como q elas se reproduzem? Fazem como as Dragoas Caçadoras que aprisionam e protegem os poucos machos a todo custo, ou seria tipo os minotauros q dependem de outras especies?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, que legal você ter gostado tanto. Sobre a reprodução, para a adaptação o melhor é trabalhar com duas ideias. 1 - As vieras se reproduzem somente de tempos em tempo e são pouco ativas sexualmente, comparadas com outras raças. 2 - Elas se reproduzem com machos de outras espécies humanoides e as filhas mulheres nascem Viera, enquanto que os filhos homens nascem da raça do pai.

      Excluir
  7. Oh! Até que eu curti!
    Tá de parabéns, bro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu maninho, posso te dizer que é bem divertido usar esta raça. Espero que você goste na prática também. ;-)

      Excluir
  8. Eu gostaria de saber como que as vieras se reproduzem já que elas são todas femias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos cenários originais de onde esta versão foi adaptada esta informação não é dada. Provavelmente porque é irrelevante, no contexto daqueles jogos, que são eletrônicos nos quais a profundidade existente é definida pela vontade de seus criadores e por seus objetivos de acordo com seus públicos alvos. Mas em uma das versões do jogos (e só numa), é mencionada a existência de Vieras machos, embora mesmo lá isso seja ainda um mistério.

      Já quanto a esta adaptação, se você quiser, por algum motivo que lhe interesse, trabalhar com este tema, você estará livre para fazê-lo da forma como mais lhe interessar. Este é um dos motivos pelos quais eu não restringi as possibilidades inserindo qualquer informação sobre o assunto. Mas eu dei umas dicas sobre isto duas respostas acima. Talvez você queira dar uma olhada.

      Bom jogo. ;-)

      Excluir

Qualquer forma de agressão, ofensas, desrespeito, discussões, preconceito racial, sexual, religioso ou ético, será banido. Somos jogadores de RPG, e não de futebol... E se você é Troll eu sou Elfo (Away)